quinta-feira, 26 de julho de 2012

A hipocrisia da vida

Eu sei que podia falar de qualquer coisa, mas para mim a hipocrisia é um dos piores defeitos que uma pessoa pode ter. Então eu fiz uma crônica sobre ela...
                                             ~ \ \ ~
A hipocrisia da vida
  
Minha melhor amiga saiu da sala com muita raiva, seus pés batiam forte no chão, seus dentes rangiam e em seu rosto dava para ver o puro ódio que ela sentia de mim naquele momento. Eu? Eu fazia o de sempre, começava a contar algumas coisas ruins sobre ela para outros e chorar, fazendo de santinha para os outros. Sabia exatamente que a culpa não era só dela, mas mesmo assim eu sabia que depois nós nos entenderíamos. Até porque eu não quero perder a festa de quinze anos dela, que todos dizem que vai ser a melhor e mais badalada festa do ano!
  Fingir ser amiga dela nessa época do ano era a coisa mais comum, todos os anos ela fazia essas festas e para ganhar o convite ela era muito paparicada.
  Resolvi pensar nisso depois, agora eu tinha mesmo é que começar o meu plano. Convenci a todos de que eu era a única vítima na história e eles ficaram furiosos e foram falar com ela, me defendendo e ao mesmo tempo a xingando. Até que ela disse que não queria mais escutar nada e que eles não seriam mais convidados para a festa dela.
  Quando eles escutaram a última parte da frase todos se calaram e apontaram para mim dizendo que a culpa era minha, mas ela os ignorou e foi embora.
  Eu a segui, querendo loucamente saber o que ela iria fazer. Minha amiga entrou na sala e fechou a porta. Eu, como sou esperta, me encostei e comecei a ouvir uma conversa dela com a Cecília, uma amiga que ela falava muito mau pelas costas. Prestei mais atenção no que elas diziam até que escutei:
  - Ah Cecília, a Isa é uma falsa, chata, chorona, idiota e tapada!
  - Relaxa, vocês acabaram de brigar, devem estar de cabeça quente. Mas... se você acha tudo isso dela, porque continuam amigas?
  - Você ainda não percebeu queridinha? Claro que é porque ela é rica e tem um irmão muito lindo que eu vou namorar no futuro!
  Parei de escutar na mesma hora. Eu estava perplexa. Como poderia ter tanta falsidade em uma pessoa só?! Ela falava que era minha amiga de verdade, com mil amores e gestos de amizade, mas na verdade ela queria meu irmão!
  Saí daquele lugar o mais rápido possível, fiquei rondando pela escola por um tempo até que minha amiga chega e como se não tivesse acontecido nem a briga, nem a conversa dela com a Cecília diz:
  - Amiga, eu fui uma boba. Não devia ter te magoado nem ter sido...
  Ela foi cortada por um monte de pessoas que vinham até ela pedir desculpas por a terem xingado, sorrindo por estarem com ela e a paparicando. Mas eu sabia que todo aquele “amor” tinha uma única intenção e o meio mais fácil de chegar nela era com a hipocrisia.
  Depois de muito tempo todos se foram e ela continuou:
  -...sido grossa com você. Eu gosto muito de você, por favor me perdoa?
 Ela perguntava com um sorrisinho no rosto e claro, como eu também tinha as minhas intenções com ela aceitei as desculpas. Afinal a hipocrisia torna os sorrisos mais sinceros.

  


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Faça a alegria dessa escritora!
Poste um comentário, mas... tenho algumas regrinhas
*nada de xingamentos
*se for criticar, apenas críticas construtivas
*coloque o link do blog para eu poder te visitar
Arigato