sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Mais uma carta para me libertar

Querido L.,
Aqui estou eu, pensando em milhares de coisas que sempre acabam em VOCÊ.
O que é isso que acontece em minha mente, pensava ter te esquecido, passado a dor que eu senti quando soube que fui traída por uma pessoa que eu achava que era uma amiga.
De repente passei a sentir falta das poucas e minúsculas conversas que tínhamos no facebook.
Você simplesmente n deixou que eu te esquecesse,pois quando eu estava quase lá vc voltava, me dando atenção, assim eu perdia todo o meu progresso.
Sei que n me valoriza, sou apenas um brinquedinho em que vc usa e logo depois joga fora. Algumas vezes sinto raiva de mim mesma por ser tao IDIOTA a ponto de ter gostado de voce um dia, mas depois penso que se eu lutar mais um pouco vou conseguir.
Outras pessoas passam por mim, despertam algo no meu coração, que neste momento está virando de pedra, fico pensando entre vc e a pessoa recém estalada no meu perqueno órgão que bate mais forte quando te ve e endurece mais um pouco quando me ingnora.
Seus olhos me fazem cair na escuridão, a confusão de perguntas volta à minha mente.
Eu digo que vou desistir de vc, gostar de outro alguém e acabo me convencendo disso e me iludindo. Porque vc sempre volta.
Beijos do seu "brinquedinho" favorito,

         

Um comentário :

  1. Agora você vai poder escrever sobre certo outra pessoa... UM A. Ou P, kkkkk.
    Estava aqui lembrando como nós abandonamos a escrita pelos animes. Vamos ser OTAKUS mas sem deixar nosso amor pelas palavras.
    Beijos, Luíza

    ResponderExcluir

Faça a alegria dessa escritora!
Poste um comentário, mas... tenho algumas regrinhas
*nada de xingamentos
*se for criticar, apenas críticas construtivas
*coloque o link do blog para eu poder te visitar
Arigato