terça-feira, 6 de novembro de 2012

Nas sapatilhas



Acredito que quase toda menina já teve vontade de ser bailarina.Quando criança, fazia muita birra para sua mãe deixar você dar só um passinho de noite, quando todos já estão dormindo e do nada você acorda com uma vontade enorme de dançar.Seus pais, então, resolvem te colocar em uma escola de ballet, você praticamente fica louca de tanta felicidade.Pula de lá para cá, mostrando que vai se esforçar tanto que vai ser igual aquela bailarina que viu na TV,que nunca parece está cansada.
No começo é um sonho, mas o tempo passa,  e a medida que cresce, as coisas vão ficando diferentes.Os passos vão ficando mais difíceis e você vai passando de bailarina fofa que tudo que fazia era bonitinho para uma menina em que as pessoas cobram muito mais de você, em que nenhum erro é permitido. É aí que você descobre que essa dança não é tão simples assim e que tem que fazer o mair esforço para manter o sorriso,fazendo com que as pessoas achem que você nunca se cansa.
Mesmo com tudo isso você ainda não para de pensar em colocar aquela linda sapatilha de ponta, em que sempre quis colocar nos pés.Depois de um tempo, chega o dia esperado.Coloca as sapatilhas, se olha no espelho e vê que está lindo.Faz alguns passos , de repente sente aquela dor fina em seus dedos do pé, dá aquele gritinho abafado e começa a reclamar, mas tenha certeza que depois você vai se acostumar.
Estou contando isso para mostrar para as pessoas que o Ballet não é fácil, como muita gente imagina. Sustentar um sorriso no palco, mas quando sair pelas cortinas desabar de cansaço, por isso valorizemos as bailarinas!


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Faça a alegria dessa escritora!
Poste um comentário, mas... tenho algumas regrinhas
*nada de xingamentos
*se for criticar, apenas críticas construtivas
*coloque o link do blog para eu poder te visitar
Arigato